Graduações devem contribuir com importação e exportação do Pará

Os novos cursos de Bacharelado em Relações Internacionais e Tecnologia em Comércio Exterior, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em conjunto com a Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA), foram lançados nesta quarta-feira, 10, no auditório do Palácio do Governo, em Belém. A solenidade contou com a participação do Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira, além do governador Simão Jatene, secretários estaduais, pesquisadores e representantes de instituições nacionais e internacionais.

O ministro Marcos Pereira desejou vida longa aos cursos. “Eles serão de grande valia para o Brasil, pois temos o desafio gigantesco de melhorar a posição de 25ª economia do mundo em termos de importação e exportação de bens e comércio exterior. Elevar a participação do Brasil só será possível na medida em que as empresas sejam competitivas e elas só o serão se o ambiente de negócios for mais fácil de atuar”, afirmou.

O evento teve a apresentação do Coral Carlos Gomes. Em seguida, a titular da Secretaria Extraordinária de Estado de Municípios Sustentáveis, Izabela Jatene, lembrou o início da articulação que originou os cursos. “Tínhamos a pretensão de ser apenas um bacharelado e ele se tornou um programa de graduação e especialização. A criação era importante para subsidiar toda uma política de estado que também estava em construção, o Pará Sustentável, que converge para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas”, afirmou.

De acordo com a secretária, o curso de Bacharelado em Relações Internacionais oportuniza a criação de vínculos, parcerias bilaterais e redes colaborativas em nível internacional para fortalecer o estado. No mesmo fluxo, a graduação em Tecnologia em Comércio Exterior estará embasada em princípios de sustentabilidade, com foco em garantir um ambiente favorável, gerando lucro e diminuindo desigualdade. Os cursos antecedem outro projeto de instalação da Universidade das Nações Unidas (ONU), em Brasília. A expectativa é que a Uepa abrigue o campus na Amazônia.

O reitor da Uepa, Juarez Quaresma, evidenciou o caráter estratégico da Amazônia. “Os cursos vêm capacitar profissionais para alavancar cada vez mais a região no contexto internacional. Como estão atrelados a um projeto da ONU, possuem articulação com embaixadas, consulados e as próprias Nações Unidas. Vão além da base teórica, inserindo os alunos dentro do processo de vivência da internacionalização e no dia a dia do comércio exterior. Isso vai formar um profissional mais qualificado e mais capacitado para enfrentar os desafios da nossa região e do Brasil, como a questão ambiental, violência e também claro, a economia, que está relacionada às condições sociais como a exclusão e o combate à desigualdade”, explicou.

Do total de 88 vagas ofertadas nos dois cursos, 54% foram reservadas para servidores públicos efetivos. Segundo o diretor geral da EGPA, Ruy Martini, o lançamento coloca o ensino superior na grade da instituição. “A parceria com a Uepa, consolida a proposta da Escola de atuar em todos os níveis de ensino. Pretendemos complementar o programa com turmas de pós-graduação lato sensu em torno dessa temática, a partir do segundo semestre", declarou.

Durante a cerimônia estiveram presentes os embaixadores da Áustria em Portugal, Thomas Stelzer, e o da Finlândia no Brasil, Markku Virri, que exaltaram a importância da iniciativa educacional para reverberar em questões sociais. A desembargadora federal do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, Maria do Carmo Cardoso, externou que o poder judiciário precisa da educação para resultar na prevenção de crimes.

Thomas Stelzer (embaixador da Áustria em Portugal) e Markku Virri (Embaixador da Finlândia no Brasil)

O governador Simão Jatene encerrou a solenidade falando da importância de formar profissionais capacitados que possam dar novas diretrizes no desenvolvimento econômico do Pará. “Vamos ter cada vez mais profissionais preparados, que conheçam o mercado internacional e o funcionamento desse mercado e com isso contribuam para que as nossas exportações não apenas cresçam, mas que elas também mudem de qualidade. Todos nós temos que reconhecer que a exportação de produtos primários e produtos semi-elaborados não são suficientes para criar um dinamismo na economia local, que garanta a redução da pobreza e da desigualdade”, avaliou o governador ao falar da necessidade do Pará exportar produtos tenham agregação de valor local.

“Ao invés de exportar algo bruto, não queremos que esse produto seja trabalhado e transformado aqui no próprio estado e que você tenha um mercado que absorva esses produtos, gerando emprego e renda aqui no próprio estado”, reiterou o governador. Jatene chamou a atenção para o fato de o curso ser oferecido gratuitamente e de ser chancelado pela Organizaçao das Nações Unidas – ONU. “É um ganho importante o fato de ter o selo da ONU, isso abre possibilidades adicionais. Também é importante lembrar que esse é um curso público, pois você tem cursos de comércio exterior aqui, mas normalmente são privados e muitas vezes as pessoas não têm como pagar esse curso. Então eu acho que ele traz uma série de janelas, de oportunidade, que são importantes para o nosso estado e para Amazônia como todo”, finalizou.

Mehri Rima, representante da Comunidade Científica Internacional e pesquisadora da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos,

Reunião – Após a solenidade o reitor da Uepa, Juarez Quaresma, recebeu em seu gabinete a professora Mehri Rima, representante da Comunidade Científica Internacional e pesquisadora da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, que estava presente no lançamento dos cursos de Relações Internacionais e Comércio Exterior. O encontro foi acompanhado por membros da gestão superior, autoridades e representantes das Nações Unidas. A reunião teve como objetivo estreitar vínculos entre a Uepa e a Universidade de Harvard com vistas a realização de intercâmbio acadêmico.

Agência Pará de Notícias


© Copyright EGPA 2017 | Endereço: EGPA – Av. Nazaré, 871, Bairro Nazaré (entre Trav. Quintino Bocaiuva e Rua Joaquim Nabuco) . Belém – PA.

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível