Servidores da Assistência Social participam de capacitação pelo SUAS

 Começou nesta segunda-feira (29), na Escola de Governança Pública do Pará (EGPA), a segunda fase do programa Capacita Suas com o curso “Indicadores para acompanhamento e diagnóstico do Suas e do BSM (Brasil sem Miséria)”. A capacitação, promovida pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), vai até sexta-feira (2) reunindo técnicos da Seaster e gestores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) do polo Tocantins, para a implementação das ações dos planos estratégicos.

A palestrante do curso, Maria Lúcia, diz que a capacitação vai permitir que os participantes visualizem melhor a conquista dos resultados, dentro da política da assistência social. “Os indicadores permitem que se criem soluções mais efetivas para as questões sociais que vigoram no Brasil. Sendo uma política estratégica, tem que se estabelecer metas, e não se pode estabelecer metas sem que estejam estabelecidos os indicadores”, afirma.

Assistente social do município de Barcarena, Maria Simone definiu a importância do momento para o município: “É atualizar os indicadores que norteiam as ações dentro do nosso território, além de identificar avanços, correções de problemas e outras avaliações”, disse. Para a coordenadora de Gestão do Trabalho da Seaster, Maristela Santos, o Capacita Suas supre a necessidade de formação continuada. “O curso cumpre uma tarefa muito importante para nós em termos de construção e manutenção de indicadores, pois permite avaliar e acompanhar todas as ações sociais que temos no Estado”, concluiu.

“O Capacita Suas vem, por meio do trabalho das pessoas que estão aqui, de uma capacitação permanente e da leitura da realidade que vivemos, tentar elaborar essas políticas em comum acordo com os indicadores que temos. A leitura dos indicadores nunca é demais, porque ela vem atrelada a uma boa proposta, que é de se fazer uma boa política, de promover e chegar com a máxima eficiência e eficácia aos serviços que pretendemos fazer”, ressaltou o secretário adjunto da Seaster, Everson Costa.

A segunda fase do programa começou em julho deste ano, em Castanhal, quando foram certificados 38 trabalhadores. Em agosto foi a vez dos polos de Parauapebas, com 43 técnicos certificados, Xinguara, com 30, e Redenção com 47 concluintes.

Por Inara Soares (Ascom Seaster)


© Copyright EGPA 2019 | Endereço: EGPA – Avenida Governador José Malcher, 900, Bairro Nazaré (entre Trav. Quintino Bocaiuva e Rua Joaquim Nabuco) . Belém – PA.

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível